EDUCAÇÃO

 

A educação tem três pilares, os alunos, os professores e os pais. Todos têm sofrido com as sucessivas alterações à lei Base do Sistema Educativo e ao ataque ao Conhecimento e Educação.

Os alunos não são motivados, nem sequer avaliados durante anos a fio e muitas vezes são deixados ao abandono, não aprendendo nem apreendendo os conhecimentos necessários para singrar na vida profissional.

Os professores têm sido considerados, pelo actual e anteriores Governos, como sendo um mal necessário na Educação, quando deveriam ser protegidos para que os nossos filhos pudessem usufruir de uma melhor transmissão de conhecimentos.

Relativamente aos pais, estes são atacados por todos os lados, seja porque os horários de trabalho não permitem o acompanhamento diário dos filhos, seja porque os gastos com a escola, principalmente nos primeiros anos de vida, são o oposto aquilo que deveria ser exigido a um Estado Social.

Para mudar esta mentalidade, propomos os seguintes objectivos:

  • Atribuição de um Cheque creche e Pré-escolar, passível de uso na rede privada de creches, quando a rede pública não tenha vagas disponíveis, garantindo a extensão efectiva do pré-escolar, a partir dos 3 meses de idade, a todas as crianças.
  • Valorizar a carreira docente.
  • Acabar com as colocações anuais dos professores, as escolas não necessitam de um professor apenas para um ano lectivo.
  • Recuperação do tempo total de serviço.
  • Suspensão da Prova de Avaliação de capacidades e Conhecimentos.
  • Contratos sem termo para todos os professores que lecionem durante 3 anos lectivos ininterruptos.
  • Redução do número de alunos por turma, para o máximo de 20, em todos os ciclos de ensino.
  • Incremento no currículo escolar do ensino básico e secundário de competências que melhorem a preparação dos alunos para enfrentar a futura vida académica e profissional, nomeadamente ao nível da ciência, tecnologia, engenharia e matemática.
  • Incentivos efetivos ao aumento do emprego científico e diminuição da precariedade no sistema científico português.